walterlinhistoria


Walterlinhistoria

   

 

 

 

Menu Principal  1   &   MENU 2



Escrito por walterlin às 20h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                                                                                                               

Temas relacionados à História            Saúde e Variedades                    Dicas de lazer e cultura

                                                                       

 Todas as postagens                      Colégio David Mendes         Temas Afro-brasileiros

 

            

         Artigos Científicos                Aulas de Música e Canto

 

 

Menu Principal               MENU 2



Escrito por walterlin às 19h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Google                UOL                     MSN       MSN EUA

 youtube             Jornal ATARDE        yahoo       terra

TV Bahia        TV Itapoan     TV Aratu     TV E Bahia

Jornal Correio da Bahia     Jornal Tribuna da Bahia

  

Jornal FOLHA DA BAHIA      Séries antigas da TV

 TVs-Jornais e Sites    Bastidores do Cinema

SALVADOR Site Oficial          BAHIA Site Oficial      IAT



Escrito por walterlin às 11h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






   

 

                                      Lista de postagens

Colégio David Mendes

 

Todas as postagens

 

Temas relacionados à História

 

Temas Afro-brasileiros

 

Saúde e Variedades

 

Dicas de lazer e cultura

 TVs-Jornais e Sites   MENU 2

Menu Principal

voltar 

MUSICOTERAPIA      http://walterlinhistoria2.zip.net/arch2008-10-26_2008-11-01.html

   

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-03-01_2009-03-07.html

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-03-01_2009-03-07.html

 

 

        

Drogas  http://www.antidrogas.com.br/prevencao.php 
   

voltar

 

 Fotos do David Mendes

http://walterlinhistoria.nafoto.net/photo20070610224324.html

 

 

   

 

Dicas de lazer e cultura

 

 



Escrito por walterlin às 22h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Saúde e Variedades

Apalhaçada do BBB

 

Autoestima

Intolerância religios e política

 

10- Cuidado com as dietas

 http://walterlinhistoria.zip.net/arch2007-06-03_2007-06-09.html

 11- Os perigos dos anabolizanes

http://walterlinhistoria.zip.net/arch2007-06-03_2007-06-09.html

 



Escrito por walterlin às 22h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Colégio David Mendes Pereira

  CEIA BAIANA 2013/INSTRUÇÕES

 

Click e pesquise

 

 Fotos

 

 Técnica para estudar História

 

  Mapa da África localizando os bantus e sudaneses

http://walterlinhistoria.zip.net/arch2007-06-03_2007-06-09.html

 

  Questionário sobre cotas para negros

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-02-22_2009-02-28.html

 

  Questionário: A importância da escola

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-02-22_2009-02-28.html

 

  Fotos do David Mendes

 

Projetos

Notas 1.a Und e S.João 2013

 Notas 1 Unidade 2012

Notas/Médias 1 Unidade 2011

 

Médias 2 Unidade 2011

Notas e Médias do 2.o Ano 3.a Unidade 2011

 

 Notas e Médias 2011 3.a Unidade das turmas 3 L, M, N, O J e 1.o N, P e I

Resultado da 4.a Unidade 2011

 

Consciência Negra 2011 e Tarefa Extra 4.a Unidade 2011

 

Click logo abaixo e veja nossas fotos

Ceia Baiana - Consci. Negra 2011 (Mat e Not )

Click e veja nossos vídeos

 3.o M    3.o L    3.o N    Chegada da turma 3.o K     3.o K
3.o O     3.o L Desfile das baianas      1.o P e I

 

Vídeos do Desfile da Beleza Negra 2011

  Marcelo e Luciana    Dupla 01    Dupla 02    Dupla 03    Dupla 04    Dupla 05
  Dupla 06    Dupla 07    Dupla 08

Vídeos do Hip Hop


  01dança           Hip Hop - dança 01     Hip Hop - dança 02      Hip Hop - dança 03
  Hip Hop - dança 04      Hip Hop - dança 05     Hip Hop - dança

Ceia Baiana FOTOS 2012



Escrito por walterlin às 19h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TVs-Jornais e Sites

 

Dicas de lazer e cultura

 

Temas Afro-brasileiros     

 

 Temas relacionados à História


David Mendes

 

Menu Principal   

 

        

 MENU 2

 

Ceia Baiana FOTOS 2012

 

Auto-estima

 

Anos 60, 70 e 80

 

Aconteçeu nos 90

 

Chegada do homem a lua

 

As sete maravilhas do mundo antigo

 

Evolução,Egito,Grécia e Hebreus 

 

Mesopotâmia

  Fotos

 

Técnica para estudar História

                                            

 

 

 

 

Menu         



Escrito por walterlin às 23h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Temas relacionados à História

Temas relacionados à História

Australopitecos

As cruzadas

Civilizações Antigas

 

Creta

 

China antiga

 

Décadas de 60,70,80 e 90

 

Descobrimento do Brasil

 

Egito

 

Estudando História

 

fenícios

 

feudalismo

 

Grécia

 

hebreus

 

Índia antga

 

Invasões bárbaras

 

Japão

 

 História do Brasil

 

homem de cro magnon


Homo sapiens


homem de neandertal

 

Medos e Persas

 

Mesopotâmia

 

pitecantropus

Peste negra

  

Renascimento Cultural


Renascimento Comercial 

 

Roma

 

Sumérios

 



Escrito por walterlin às 21h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Temas Afro-brasileiros

Temas Afro-brasileiros

Áfro-Brasil    

Candomblé   

Centro de Estudos Afro-orientais 

O NEGRO NA MÍDIA NACIONAL

Herânça afro-brasileira

Músicas do Olodum e cultura

Personalidades afro-brasileiras 

Intolerância religios e política

Cotas para negros

                                                                                                    voltar



Escrito por walterlin às 09h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





   

  Menu Principal   MENU 2

 Cala a " Boca Nordestino"

Preconceito e ignorância não tem tamanho

voltar 

MUSICOTERAPIA      http://walterlinhistoria2.zip.net/arch2008-10-26_2008-11-01.html

   

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-03-01_2009-03-07.html

http://walterlinhistoria3.zip.net/arch2009-03-01_2009-03-07.html

 

        

Drogas  http://www.antidrogas.com.br/prevencao.php 
   

voltar

 Fotos do David Mendes

http://walterlinhistoria.nafoto.net/photo20070610224324.html

 

   

Dicas de lazer e cultura



Escrito por walterlin às 20h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Desigualdade social e cultura negra

A partir de meados desse século, as expressões culturais afro-brasileiras começaram a ser gradualmente mais aceitas e admiradas pelas elites brasileiras como expressões artísticas genuinamente nacionais. Nem todas as manifestações culturais foram aceitas ao mesmo tempo. O samba foi uma das primeiras expressões da cultura afro-brasileira a ser admirada quando ocupou posição de destaque na música popular, no início do século XX. Em pleno século XXI, passados 119 anos da chamada abolição, negras e negros de Brasileiros continuam oprimidos.  Pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, Ciência e a Cultura) demonstram que a população negra ainda enfrenta problemas de desigualdade social, como o desemprego, dificuldade no acesso à escola, renda inferior e violência. Segundo os estudos, o grau de escolaridade é menor e o rendimento médio é equivalente à metade do recebido pela parcela da população considerada branca. Nos dois estudos foi constatado que mais da metade dos desempregados são negros. Come se pode constatar nesta imagem logo abaixo.

Há ainda um triste destaque para mulheres negras ocupando os piores empregos, situação que está diretamente ligada ao racismo e preconceito no processo de seleção. A baixa renda das famílias negras obriga boa parte dos jovens a abandonar precocemente a escola para o ingresso no mercado de trabalho. Segundo o “Mapa da Violência de 2006 – Os Jovens do Brasil”, divulgado pela OEI, é alto o índice de violência sofrida pelos negros. O estudo aponta que o jovem negro é o principal alvo: com 72,1% das mortes. O reconhecimento do valor histórico e cultural deste povo é certamente um caminho de redução das desigualdades. Os índices de desigualdade são claros e evidentes como na seqüência das três fotos abaixo, fica explícito a disparidade de oportunidades dadas ao negro em detrimento dos brancos termos de questões básicas no país.

Texto extraído da dissertação de mestrado sobre  A Boa Morte de Cachoeira.

Autor :Walterlin de Santana



Escrito por walterlin às 20h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Candomblé e Culto Afro-brasileiro

No que se refere ao culto africano, precisa ser dito que não está ali um espetáculo exótico para os estrangeiros, mas além do potencial religioso que carrega em si, está a sabedoria em driblar as barreiras de contenção impostas por uma sociedade de pouca tolerância que trouxe essa tradição dos tempos passados da colônia. Quando não havia espaço para as manifestações religiosas dos negros. Por mais estranho que pareça, é em uma sociedade de herança patriarcal e que privilegia a cultura e a religião branca, que o culto africano desponta. Justamente o controle e cercanias da sabedorias da irmandade e do controle do evento se encontram nas mãos das mulheres e negras e o ápice da festa são as manifestações dos candomblé. Parece ser uma dicotomia, mas é a realidade. Por detrás de todas as novenas e rezas de terços, há candomblés batendo e filhas de santo fazendo obrigações religiosas para os orixás. Enquanto se celebra uma missa. Há um terreiro fazendo despachos  que são rituais de purificação. E o povo parece responder muito bem a isso, porque são inúmeras as pessoas que procuram membros do candomblé nesta época para consultas espirituais. Foge-se aos olhos atentos da religião tradicional católica, que a grande homenageada de fato na festa é a ritualização do candomblé.

Essa brecha deixada deu uma grande vazão à força das manifestações afro-religiosas durante a festa e por certo para o resto do ano porque observa-se e que fazem a sua primeira aproximação num evento como esse e que é crescente o número de interessados no candomblé. Quando tais eventos são observados percebe-se que a afirmação de  René Boretto Ovalle se aplica profundamente nesses contexto por que ele pontua que : "o patrimônio é o conjunto de bens sociais e coletivos herdados pelo homem das gerações anteriores, ao qual outorgamos a qualidade de bem duradouro, com continuidade histórica". Assim não se pode negar que essa “ hereditariedade “  é preservada e está viva dentro dessa mistura religiosa mas que faz despontar claramente a força do candomblé. Os sujeitos que dão continuidade a essa cultura religiosa enfrentam também muitas dificuldades igualmente aos seus ancestrais que superar muitas formas de perseguições.

Texto extraído da dissertação de mestrado sobre  A Boa Morte de Cachoeira.

Autor :Walterlin de Santana



Escrito por walterlin às 20h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A procedência dos africanos para o Brasil

A  procedência dos africanos para o Brasil

A questão da procedência dos africanos para o Brasil tornou-se bastante complexa, principalmente no tocante aos povos e etnias que forneceram os maiores contingentes de escravos.  A complexidade decorre da mentalidade colonialista dos portugueses que, não considerando o negro um ser humano, pouca importância davam a assinalar de maneira precisa, nos seus registros e documentos, as diversas culturas, línguas e grupos étnicos dos africanos capturados.  Ao contrário, estendiam a povos radicalmente distintos um mesmo nome, ou generalizações completamente sem fundamento.  Atualmente a antropologia tem revisto muito do que se escreveu sobre as origens culturais da massa escrava, no começo deste século, restando ainda muitos pontos a esclarecer. Observou-se que um número significativo das pesquisas envolvendo a questão da cultura negra no Brasil foram em alguns aspectos superficiais  ou tendenciosas.

A tradição historiográfica reúne, a grosso modo, os negros em dois grandes grupos étnicos: os bantos (ou bantus), da África equatorial e tropical, da região do golfo da Guiné, Congo e Angola, planaltos da África oriental e costa sul-oriental; e os sudaneses, predominantes na África ocidental, Sudão egípcio e na costa setentrional do golfo da Guiné.  Não há nenhuma prova definitiva da predominância de um desses grupos na composição dos negros vindos para o Brasil, embora se afirme normalmente que a maioria era de bantos.  Entretanto, as tradições culturais de alguns grupos sudaneses, como os iorubas da Nigéria, são amplamente predominantes nas heranças africanas da cultura brasileira.

O médico pesquisador de temas africanos,  Nina Rodrigues percebeu pela primeira vez a predominância sudanesa na Bahia, no que foi confirmado por Artur Ramos.  Este destacou no grande grupo a predominância dos iorubas, também chamados nagôs (embora esse nome seja normalmente estendido a outras etnias) da Nigéria, dos gegés (ewes) do Daomé, dos minas da costa norte-guineana, além dos tapas, bornus e galinhas; identificou a presença importante dos hauçás do noroeste da Nigéria, de influência muçulmana, a qual marcou também os fulas (mais claros, de origem berbere-etiópica) e os malês (ou mandingas, de tradição guerreira, considerados altivos e perigosos pelos lusos, que lhes atribuíam feitiçarias).  Entre os sudaneses originários da costa da Guiné, amplamente predominantes como vimos, a presença comum da língua pertencente ao grupo lingüístico ioruba talvez explique a predominância dos elementos dessa cultura em nosso candomblé e nas influências negras de nossa linguagem.

Contudo, pesquisas como essas deixam de abordar o negro como sujeito e de apontar sua cultura como algo importante e não apenas exótico. Do ponto de vista cultural, a influência dominante da cultura ioruba explica-se também pela sua predominância já na própria África, na região do golfo da Guiné, estendendo-se segundo Édison Carneiro até o interior do Sudão.  Sua civilização mais adiantada surpreendeu os primeiros europeus, pelos trabalhos em bronze que faziam no reino do Benim.  "A religião, a organização política e os costumes sociais de Ioruba davam o modelo a uma vasta zona.  Os negros de Ioruba eram principalmente agricultores, mas os seus tecelões, os seus ferreiros, os seus artistas em cobre, ouro e madeira já gozavam de merecida reputação de excelência.  Não havia abundância de animais de caça, mas a pesca, nos rios, nos lagos e no mar, rendia muito.  Criavam-se animais de subsistência - cabras, carneiros, porcos, patos, galinhas e pombos.  O cavalo era conhecido havia muitos séculos, devido ao contato com os árabes; o fundador do reino de Ioruba representava-se, nos mitos, montado num corcel." Vários dos deuses africanos cultuados no Brasil são procedentes de algumas de suas brilhantes cidades, como Oyó.  Os nomes de alguns de seus reinos, como Ala Kêtu e ljexá, continuam como designativos de ritos de candomblé.  

Capturados na África, os primeiros negros escravizados chegaram ao Brasil na primeira metade do século XVI, possivelmente em 1532. No continente americano, a chegada dos primeiros negros africanos escravizados data de 1502, em São Domingos, nas Antilhas.

Texto retirado da dissertação de mestrado sobre  A Boa Morte de Cachoeira.

Autor :Walterlin de Santana



Escrito por walterlin às 20h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Mestre Bimba e Mestre Pastinha

Mestre Bimba e Mestre Pastinha

Qual o mestre mais conhecido de todos? Qual a primeira coisa que todo calouro aprende em qualquer lugar do mundo em que se jogue a Capoeira Regional?

Manuel dos Reis Machado, esse era o seu nome. Mestre Bimba foi o responsável por colocar na Capoeira movimentos de artes marciais e desenvolver um treinamento como o que conhecemos hoje em dia.

Bimba começou a jogar Capoeira com 12 anos e jogou por 10 a Capoeira de Angola. Naquela época a Capoeira era proibida e considerada um crime.

Em 1932, Mestre Bimba fundou, com o apoio da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a primeira escola de Capoeira do Brasil, em Salvador.

A Capoeira Regional apareceu quando Bimba percebeu que a Angola perdia espaço para as lutas estrangeiras (karatê, judô, kung-fu, etc). Bimba procurou modernizar a Capoeira, sem perder suas tradições. Certa vez em que o mestre se encontrou com o então presidente Getúlio Vargas, ele disse: “A Capoeira é a única luta verdadeiramente nacional”.

Desenvolveu novos golpes para ela se tornar mais competitiva e tirou parte da ritualidade presente nas Rodas de Angola.

É crédito de Bimba hoje o berimbau ser o instrumento mais famoso nas rodas, já que antes era comum o uso da viola.

Bimba sempre afirmou que o maior diferencial da Capoeira Regional era sua seqüência de ensino, onde além de passar movimentos básicos para o iniciante, também havia parceria e autoconfiança.

Em 1946 foi feita a primeira apresentação pública de Capoeira. Depois da experiência ter dado certo, Bimba começou a fazer exibições com dia e hora marcada. Algo que era antes impossível para qualquer capoeirista, agora era realidade: ganhar dinheiro de forma honesta com sua arte.

Mestre Bimba é responsável pela Capoeira Regional ser jogada hoje em mais de 150 países.

Do outro lado da capoeira, Mestre Pastinha (Vicente Ferreira Pastinha) pregava a tradição, o jogo matreiro, de malícia, estilo que passou a ser conhecido como Angola.

Pastinha é conhecido como o Mestre da Cultura Africana. Ele era um pensador da Capoeira. Seu estilo teve seguidores por todo o Brasil. Para ele era importante o trabalho físico e mental para que o talento e a criatividade crescessem.

Fundou a primeira escola de Capoeira de Angola, o “Centro Esportivo de Capoeira Angola”, no Pelourinho, Bahia.

Durante décadas se dedicou ao ensino da Capoeira e mesmo completamente cego não deixava seus discípulos.

Graças às diferenças entre esses dois grandes mestres, a Capoeira deixou de ser marginalizada e se espalhou da Bahia para o mundo.

Fonte:

Filed under: Capoeira — Fabiano Portela Schmidt @ 8:07 pm

 

http://fabianops.wordpress.com/2007/08/29/mestre-bimba-e-mestre-pastinha/

 



Escrito por walterlin às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Áfro-Brasil

Áfro-Brasil    

Temas relacionados à afro-brasilidade

* Músicas do Olodum e cultura    *  Candomblé     *  Centro de Estudos Afro-orientais      * O NEGRO NA MÍDIA NACIONAL
 
* Personalidades afro-brasileiras    * Herânça afro-brasileira

   voltar

 



Escrito por walterlin às 16h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Nordeste, SALVADOR, Homem, Historiador,psicanalista,sexólogo,músico
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  terra
  MSN
  BOL - E-mail grátis
  yahoo
  Professor de inglês
  walterlinhistoria2
  IAT
  Professor de hitória
  Google
  Bastidores do Cinema
  Séries antigas da TV
  Discovery Brasil
  TV Bahia
  TV Aratu
  TV Itapoan
  TV E Bahia
  TV on line
  Jornal ATARDE
  Jornal Correio da Bahia
  Jornal Tribuna da Bahia
  Jornal FOLHA DA BAHIA
  SALVADOR Site Oficial
  BAHIA Site Oficial
  Dainela Mercury
  Videos
  Classificados e Serviços
  Evolução,Egito,Grécia e Hebreus
  Apalhaçada do BBB
  Cotas para negros
  Dicas de lazer e cultura
  Mesopoâmia
  MSN EUA
  Ms
  Menu Principal
  TVs-Jornais e Sites
  MENU 2
  Autoestima
  Músicas do Olodum e cultura
  A Besteira do BBB
  História do Brasil
  Estudando História
  Décadas de 60,70,80 e 90
  Personalidades afro-brasileiras
  O NEGRO NA MÍDIA NACIONAL
  Intolerância religios e política
  Herânça afro-brasileira
  Centro de Estudos Afro-orientais
  Civilizações Antigas
  Notas e Médias
  Lista de exercício
  Fotos
  Conheça o professor Walterlin
  Candomblé
  Fotos do David Mendes
  Dr.Walterlin/Consultório
  Fotos Joli - 2010
  voltar
  Cala a " Boca Nordestino"
  Temas Afro-brasileiros
  Temas relacionados à História
  Renascimento Cultural
  Renascimento Comercial
  Peste negra
  As cruzadas
  Todas as postagens
  Colégio David Mendes
  Saúde e Variedades
  Notas/Médias 1 Unidade 2011
  Projeto Nordeste 2011
  Projeto Nordeste: Vídeos artísticos, danças, peças e músicas
  Médias 2 Unidade 2011
  Notas e Médias do 2.o Ano 3.a Unidade 2011
  Consciência Negra 2011 e Tarefa Extra 4.a Unidade 2011
  UNEB - PROFESSOR - WALTERLIN
  Ceia Baiana - Consci. Negra 2011 (Mat e Not )
  3.o M
  3.o L
  3.o N
  Chegada da turma 3.o K
  3.o K
  3.o O
  3.o L Desfile das baianas
  1.o P e I
  Marcelo e Luciana
  Dupla 01
  Dupla 02
  Dupla 03
  Dupla 04
  Dupla 05
  Dupla 06
  Dupla 07
  Dupla 08
  01
  Hip Hop - dança 01
  Hip Hop - dança 02
  Hip Hop - dança 03
  Hip Hop - dança 04
  Hip Hop - dança 05
  Hip Hop - dança
  Resultado da 4.a Unidade 2011
  Aulas de Música e Canto
  Notas 1.a Und e S.João 2013
  CEIA BAIANA 2013/INSTRUÇÕES
Votação
  Dê uma nota para meu blog